•24/05/2011 • Deixe um comentário
Meu Deus, não sou muito forte, não tenho muito além de uma certa fé — não sei se em mim, se numa coisa que chamaria de justiça-cósmica ou a-coerência-final-de-todas-as-coisas. Preciso agora da tua mão sobre a minha cabeça. Que eu não perca a capacidade de amar, de ver, de sentir. Que eu continue alerta. Que, se necessário, eu possa ter novamente o impulso do vôo no momento exato. Que eu não me perca, que eu não me fira, que não me firam, que eu não fira ninguém. Livra-me dos poços e dos becos de mim, Senhor. Que meus olhos saibam continuar se alargando sempre. Sinto uma dor enorme de não ser dois e não poder assim um ter partido, outro ter ficado com todas aquelas pessoas.

Caio F.

•05/02/2011 • Deixe um comentário

“Nem sei com que pernas cheguei até sua casa, achei que não teria coragem. Mas agora que estou aqui, preciso que você saiba que cada música que toca é com você que ouço, cada palavra que leio é com você que reparto, cada deslumbramento que tenho é com você que sinto. Você está entranhado no que sou, virou parte da minha história.”

 

•28/01/2011 • Deixe um comentário

Seabear – I Sing I Swim

•26/01/2011 • Deixe um comentário

•24/01/2011 • 1 Comentário

Gosto de pessoas doces, gosto de situações claras — e por tudo isso,  ando cada vez mais só.
[Caio.F]

•17/01/2011 • Deixe um comentário

•16/01/2011 • Deixe um comentário